Mohamed Al Shakh/Divulgação
Mohamed Al Shakh/Divulgação

'A saída é pensar já na próxima corrida', diz Massa após prova sem pontuar

Brasileiro encerrou no GP do Bahrein série classificações entre os dez primeiros em 2013

Livio Oricchio - Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

21 de abril de 2013 | 13h26

BAHREIN, Manama - A 15.ª colocação no GP de Bahrein, neste domingo, 21, fez Felipe Massa quebrar uma série de 13 etapas na zona dos pontos. Do GP da Hungria do ano passado até a prova da China, há 8 dias, o piloto da Ferrari sempre esteve entre os dez primeiros. "Hoje era dia para de novo marcarmos pontos, o cinco lugar era bem possível", disse, visivelmente frustrado. "Nunca tive problemas de pneus duas vezes na mesma corrida."

 

A Pirelli começou a investigar ontem mesmo as razões das suas dificuldades. Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu, com Kimi Raikkonen, Lotus, em segundo, e Romain Grosjean, Lotus, em terceiro. Fernando Alonso, da Ferrari, com o flap móvel (DRS) travado, ficou apenas em oitavo.

 

Massa largou com os pneus duros, em quarto lugar, o que deveria ser importante vantagem, pois os três a sua frente no grid, Nico Rosberg, da Mercedes, pole position, Vettel, segundo, e Alonso, terceiro, tinham os pneus moles (no caso do GP de Bahrein, os médios). Mas fez seu primeiro pit stop ainda na 10.ª volta de um total de 57, como a maioria com os pneus macios. "Começamos a perder desempenho, não daria para continuar e realizar apenas dois pit stops, como fizeram Lotus e Force India."

 

Ainda na 16.ª volta, porém, apenas seis depois da primeira parada, seu pneu traseira direito começou a soltar as lâminas de borracha. E na 36.ª volta o pneu da mesma roda furou, ocasionando total perda de pressão. "Penso que a origem do primeiro problema não tem a ver com a do segundo, são causas distintas", comentou Massa. Nos próximos dias a Pirelli vai informar o que se passou. A maior suspeita para o segundo pit stop forçado é que um detrito na pista o furou.

 

O toque com Adrian Sutil, da Force India, ainda na primeira volta, afetou o aerofólio dianteiro da Ferrari. "Apesar de o carro perder um pouco de aderência na frente, o time decidiu mantê-lo, daria para disputar a prova sem dificuldades", explicou Massa. "Hoje tudo deu errado não só para mim, para o Alonso também."

 

Com o resultado na quarta etapa no calendário Massa permaneceu com 30 pontos na classificação do Mundial, caindo uma posição, agora sexto colocado. Mark Webber, da Red Bull, com o sétimo lugar hoje no circuito de Sakhir, passou a somar 32 pontos. Vettel amplicou para de 3 para 10 pontos a diferença para o vice-líder, Raikkonen, 77 a 67. Lewis Hamilton, da Mercedes, quinto em Bahrein, ocupa o terceiro lugar, com 50, seguido por Alonso, 46, e Webber.

 

"A saída é já pensar na próxima corrida, onde espero não ter tantos problemas." Será o GP da Espanha, em Barcelona, dia 12 de maio. A Ferrari, como todas as demais escuderias, vao introduzir importantes modificações em seu carro, o modelo F138.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.