Sam Bloxham / LAT Images
Sam Bloxham / LAT Images

Ainda sonhando com título, Di Grassi largará em 11º na corrida final da F-E

Piloto deverá fazer uma nova corrida de recuperação para buscar o título, como fez na prova de sábado, quando largou em 14º, chegou a figurar em 16º e terminou em 5º

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

14 de julho de 2019 | 14h14

Ainda sonhando com o seu segundo título na Fórmula E, o brasileiro Lucas di Grassi deve ter trabalho na segunda e decisiva corrida de Nova York, neste domingo, nos Estados Unidos. O piloto da Audi vai largar somente da 11ª posição, logo à frente do francês Jean-Eric Vergne, grande favorito ao título, por ter vantagem de 22 pontos na liderança do campeonato. A pole position ficou com o britânico Alexander Sims, da BMW.

Sem conseguir brigar pela pole, que valia três pontos na classificação geral, Di Grassi deverá fazer uma nova corrida de recuperação para buscar o título, como fez na prova de sábado, quando largou em 14º, chegou a figurar em 16º e terminou em 5º. Vergne poderia ter confirmado o título naquela corrida, mas cometeu erros no fim e não somou pontos, permitindo o adiamento da disputa para este domingo.

No treino classificatório da segunda prova de Nova York, no circuito montado no Porto do Brooklyn, Di Grassi e Vergne puderam novamente fazer boa disputa pelas primeiras posições do grid. Desta vez, o brasileiro levou a melhor, com o tempo de 1min10s255, contra 1min10s278 do piloto da equipe DS Techeetah.

Mais cedo, no único treino livre realizado no dia, Di Grassi se saiu melhor do que nas sessões livres de sábado, ao anotar o oitavo melhor tempo: 1min10s129. Mas não foi tão veloz quanto Vergne, sexto mais rápido da atividade, com 1min09s989.

Largando muito próximos, os dois principais candidatos ao título devem protagonizar boas disputas a partir das 17h04 (de Brasília), horário da largada da última prova da temporada.

O piloto da DS Techeetah segue como o grande favorito ao título. Isso porque ele soma 130 pontos, contra 108 do brasileiro. Na prova, estarão em disputa 26 pontos, sendo 25 pela vitória e mais um pela volta mais rápida. O neozelandês Mitch Evans, da equipe Jaguar, e o suíço Sebastien Buemi, da Nissan, também têm chances de título, com 105 e 104 pontos, respectivamente.

Entre eles, Buemi estarão em situação mais favorável na corrida. Após vencer a primeira prova de Nova York, ele largará do terceiro posto. Evans sairá do oitavo lugar. A pole será do britânico Alexander Sims, que largará na frente pela primeira vez na temporada. E o holandês Robin Frijns, da Virgin, sairá do segundo posto.

Já o brasileiro Felipe Massa vai partir do 22º e último lugar do grid, na sua pior posição desde que fez sua estreia na categoria, no início desta temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula E

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.