Georgi Licovski/EFE
Georgi Licovski/EFE

Alemão Sebastian Vettel mostra preocupação com crescimento dos rivais

'Parece que está muito apertado', afirma o piloto da Red Bull, líder do Mundial

AE, Agência Estado

29 de julho de 2011 | 15h08

BUDAPESTE - Líder disparado do campeonato, o alemão Sebastian Vettel mostrou preocupação nesta sexta-feira com o crescimento dos rivais da McLaren e da Ferrari nas últimas etapas da Fórmula 1. O piloto da Red Bull ficou para trás nos treinos livres do GP da Hungria e ainda viu o inglês Lewis Hamilton dominar as duas sessões desta sexta.

"Parece que está muito apertado. McLaren e Ferrari estão muito rápidas. Então, acho que precisamos melhorar o nosso ritmo se quisermos voltar ao topo novamente", declarou o atual campeão e líder da temporada, superado por Hamilton e Fernando Alonso nas últimas duas corridas.

Para Vettel, os pneus macios e supermacios, disponíveis para a corrida em Budapeste, serão mais determinantes que o KERS (sistema de recuperação de energia) e asas móveis. "Não acho que o KERS e o DRS serão importantes neste final de semana. Acho que os pneus terão um papel preponderante, no desgaste em cada volta e também na avaliação de quanto vão durar durante toda a corrida. Será complicado", previu o alemão, que registrou o segundo e o quinto melhor tempo nos treinos livres do dia.

O australiano Mark Webber, companheiro de Vettel na Red Bull, também não teve um dia produtivo nesta sexta. Ele bateu contra o muro na primeira sessão desta sexta e quase ficou de fora do segundo treino. "Foi erro meu. Felizmente, só danificou o nariz do carro. Nos recuperamos rapidamente e pude acumular algumas voltas na pista".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Sebastian VettelRed Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.