Alexandre Barros fica em 2º no Japão

O italiano Valentino Rossi continua soberano no Mundial de Motovelocidade, categoria 500 cilindradas. O piloto da equipe Honda venceu o GP do Pacífico neste domingo, em Motegi, no Japão, válido pela 13ª etapa, e ampliou para 67 pontos sua vantagem sobre seu compatriota Max Biaggi, da Yamaha, ficando a oito do inédito título. O brasileiro Alexandre Barros, quarto na classificação geral, também com uma Honda, terminou a prova na segunda colocação e já ameaça a terceira posição de outro italiano, seu companheiro de equipe Loris Capirossi.Rossi, que largou na 4ª posição, e Biaggi, 2º do grid, iniciaram a prova travando um belo duelo, alternando-se na liderança, com o brasileiro Alexandre Barros mantendo o terceiro posto, posição na qual largou. A grande batalha, porém, durou apenas seis voltas.Bastante pressionado, Biaggi acabou, pela terceira vez na temporada, sofrendo uma queda e abrindo caminho para Rossi conquistar tranqüilamente a sua oitava vitória no ano, com o tempo de 46min32s600. Alexandre Barros não foi ameaçado em nenhum momento e completou a prova com 46min35s207, seguido por Capirossi, que cruzou a linha de chegada com a marca de 46min42s365."Foi uma vitória muito importante, a caminho da Austrália", comemorou Rossi, já pensando na próxima etapa, onde pode sagrar-se campeão. O piloto soma 250 pontos contra 183 de Biaggi, 163 de Rossi e 147 de Barros.Os pilotos da casa completaram a prova no segundo pelotão. O melhor foi Norick Abe, com uma Yamaha, na quarta colocação com o tempo de 46min46s551. Na seqüência chegaram Toru Ukawa, Honda, com 46min54s594, e Shinya Nakano, Yamaha, com 46min54s879.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.