Alonso comemora vitória sob chuva, mas contém euforia

O espanhol Fernando Alonso vibrou com a vitória no primeiro GP da Coreia do Sul, e sob chuva, neste domingo. O piloto da Ferrari aproveitou o abandono dos rivais da Red Bull e assumiu a liderança isolada da Fórmula 1, faltando apenas duas provas para o fim da temporada - Brasil e Adu Dabi.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 08h28

Veja também:

link Sorte brilha para Alonso e espanhol vence na Coreia do Sul

Apesar da situação favorável, Alonso evitou a euforia e disse que o campeonato ainda está em aberto. "Nada mudou, na verdade. Sabemos que, com o novo sistema de pontuação, tudo pode mudar. Tudo pode acontecer nas duas próximas corridas", ponderou.

"Um resultado em uma corrida não muda o quadro do campeonato. Antes da prova, sabíamos que é importante chegar ao fim de cada corrida. Mark [Webber] e Seb [Vettel] não tiveram sorte, mas tudo pode acontecer e ainda há quatro ou cinco pilotos na disputa. Estar no pódio e mostrar consistência são, talvez, as chaves para o título", completou.

Mesmo revelando prudência, Alonso não escondeu a alegria por faturar sua quinta vitória no ano, na corrida mais conturbada da temporada. "Fomos competitivos durante todo o final de semana. Ontem [sábado], no treino classificatório, percebemos como o carro estava com bom ritmo. Nesta manhã, com a pista molhada, sabíamos que haveria uma corrida complicada. E vencer a primeira corrida na Coreia, com chuva, me deixa muito feliz", comemorou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.