Toni Albir/ EFE
Toni Albir/ EFE

Alonso dispara críticas e diz que péssimo desempenho da McLaren é culpa da Honda

Piloto espanhol explica que o novo carro chega a ser "30, 40 km/h mais lento nas retas"

O Estado de S.Paulo

09 de março de 2017 | 11h51

Insatisfeito com os treinos da pré-temporada, Fernando Alonso disparou críticas e colocou a culpa do péssimo desempenho da McLaren na Honda. O piloto espanhol afirmou, nesta quarta-feira, que o seu novo motor não tem "poder e nenhuma confiabilidade".

Até agora, Alonso conseguiu completar 147 voltas no Circuito da Catalunha, enquanto Valtteri Bottas, quem mais treinou, registra 479. "Nós somos 30, 40 km/h mais lentos nas retas. Nós não temos potência. Não dá para saber muito sobre o nosso chassi, a princípio parece ser bom. A nossa prioridade é despertar essa potência que a Honda diz existir na sua unidade motriz e adquirir confiabilidade”, explica o piloto.

Além das reclamações, Alonso exigiu uma postura da McLaren: "Espero uma reação forte e imediata da equipe". O espanhol comparou a atual situação com o problemático ano de 2015, "É semelhante ao ano passado para ser honesto. Em 2015, provavelmente estávamos ainda mais para atrás do que agora", conclui.

Tudo o que sabemos sobre:
fórmula 1Fernando AlonsoMclarenHonda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.