Alonso diz que Ferrari não pode fazer 'milagre' em Monza

Se antes dos treinos livres do GP da Itália a Ferrari já admitia que seria difícil conquistar uma vitória na prova deste domingo, depois deles, nesta sexta-feira, o espanhol Fernando Alonso deixou claro que um triunfo da equipe em Monza será um resultado surpreendente até mesmo para a própria escuderia.

AE, Agência Estado

09 de setembro de 2011 | 14h56

O piloto ficou apenas em sétimo lugar na primeira sessão do dia e depois em quinto na segunda, na qual acabou sendo superado, inclusive, pelo seu companheiro Felipe Massa. "Nós temos de ser realistas: o caro é mais ou menos o mesmo que nós tivemos em Spa, fora algumas atualizações específicas para lidar com o fato que essa pista (de Monza) requer baixa força aerodinâmica", disse Alonso, lembrando do acerto do carro com o qual terminou em quarto lugar no GP da Bélgica, há duas semanas.

Já ao ser questionado sobre o fato de ter vencido o GP da Itália em 2010 e o circuito de Monza ser considerado uma casa para a Ferrari, Alonso colocou o fato em segundo plano, deixando claro que o feito do ano passado não serve como parâmetro para 2011, tendo em vista a situação ruim vivida pela escuderia nesta temporada.

"É claro que seria legal repetir a performance do ano passado, mas nós sabemos que será muito difícil. Você não pode criar um milagres em duas semanas, mas nós faremos o nosso melhor para dar aos nossos fãs algo para festejar", reforçou o espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.