Alonso diz que incidentes foram decisivos em Mônaco

Após faturar mais um pódio nesta temporada, o espanhol Fernando Alonso reconheceu que os incidentes durante o GP de Mônaco foram decisivos para o resultado final da corrida. O piloto da Ferrari perdeu a chance de brigar pela vitória com a interrupção da prova nas voltas finais, após acidente envolvendo Jaime Alguersuari, Vitaly Petrov e Lewis Hamilton.

AE, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 14h30

"Acho que o primeiro carro de segurança teve um papel fundamental na corrida. Caso contrário, Jenson [Button] teria caminhado para a vitória. Ganhamos uma posição com o carro de segurança e, talvez, tenhamos perdido a vitória por causa da bandeira vermelha. Eu tinha dois locais em mente para tentar a ultrapassagem sobre [Sebastian] Vettel", lamentou.

Apesar da decepção no final, Alonso ficou satisfeito com mais um pódio, depois de seguidos fracassos da Ferrari na temporada. "Terminei em terceiro na Turquia e em segundo aqui. Definitivamente, foi um bom final de semana para nós", avaliou.

O espanhol, contudo, admitiu que está muito longe da briga pelo título deste ano. Ele está a 74 pontos do líder Vettel. "Precisamos vencer três corridas, e Vettel não poderá pontuar", brincou Alonso. "Neste momento eu não acho que isso seja possível".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.