Ben Curtis/AP - 11/03/2010
Ben Curtis/AP - 11/03/2010

Alonso e Schumacher defendem Fórmula 1 de críticas

Para espanhol e alemão, F-1 é sobre técnica e não perdeu emoção mesmo com poucas ultrapassagens no Bahrein

AE-AP, Agência Estado

25 de março de 2010 | 10h17

As estrelas Fernando Alonso e Michael Schumacher afirmaram nesta sexta-feira que as pessoas que criticaram a etapa de abertura da temporada 2010 da Fórmula 1 e consideraram o GP do Bahrein chata não entendem o esporte e precisam começar a assistir outras competições.

A prova, vencida por Alonso, foi alvo de críticas do público, jornalistas e de alguns pilotos e dirigentes, pela falta de ultrapassagens e mudanças de posições, provocadas principalmente pelo fim do reabastecimento e do circuito travado do Bahrein.

"Nós precisamos ter calma e esperar algumas corridas para ver se algumas das novas regras têm algum impacto sobre o show", disse o bicampeão mundial. "Não acho que elas mudaram o show. Este [esporte] é sobre técnica, sobre o quanto tudo está preciso quanto à mecânica, a engenharia. As pessoas que querem show extra talvez necessitem repensar se querem assistir Fórmula 1".

A opinião de Alonso foi repetida por Schumacher, que voltou à Fórmula 1 nesta temporada após três anos de aposentadoria. "Se uma partida de futebol termina 0 a 0, ela é chata? Se um jogo de basquete é 100 a 100, é excitante?", disse o piloto da Mercedes. "Fórmula 1 não é motociclismo, não é basquete. A Fórmula 1 sempre teve menos ultrapassagens. A emoção ainda está lá para os fãs", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.