Jean-François Monier / AFP
Jean-François Monier / AFP

Alonso espera corrida 'dura' para a McLaren em seu 300º GP na F-1

Espanhol diz que país da América do Norte é um lugar especial por boas corridas no passado

Estadão Conteúdo

04 Junho 2018 | 12h18

Às vésperas de disputar o seu 300º GP de Fórmula 1, Fernando Alonso evitar fazer previsões otimistas. O piloto espanhol projeta uma corrida "dura" para a McLaren em Montreal, no Canadá, no fim de semana. Mas acredita que atualizações da equipe podem deixá-lo com boas chances no circuito de rua canadense.

+ Após vitória em Mônaco, Ricciardo aposta em novas atualizações na Red Bull

+ Blog Conversa de Pista: Mercedes endurece pneus para o Canadá

"Com certeza, este é um circuito duro para nós, mas estamos fazendo progresso com o nosso novo pacote a cada corrida", avalia o bicampeão mundial. "Um pouco de drama ou alguma mudança no clima, como costuma acontecer no Canadá, pode nos dar algumas oportunidades. Vai depender de nós tirar vantagem de cada possibilidade."

Apesar das dificuldades, Alonso espera um fim de semana especial, afinal atingirá a marca de 300 GPs em sua rica trajetória na categoria. O espanhol é o piloto da ativa com o maior número de corridas disputadas na F-1. "Fiz grandes provas no Canadá e venci em 2006. Então, este é um lugar especial para mim. Principalmente neste fim de semana, quando estarei celebrando meu 300º GP."

Em Montreal, o espanhol vai tentar se recuperar do fraco rendimento na etapa passada, em Montecarlo. Alonso não conseguiu completar a prova em razão de problemas no carro. "Depois de uma corrida decepcionante em Mônaco, estou pronto para competir no Canadá. É uma grande pista e um teste real para os pilotos e os carros", projetou.

Em Mônaco, Alonso protagonizou seu primeiro abandono na temporada, o que vem mostrando a evolução da McLaren neste ano, em comparação aos campeonatos anteriores. Por conta do progresso do time inglês, o espanhol aparece na sétima colocação do Mundial de Pilotos.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Mclaren Fernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.