Alonso minimiza desobediência de Massa em Suzuka

O espanhol Fernando Alonso minimizou neste domingo a decisão do brasileiro Felipe Massa de ignorar uma ordem da Ferrari para ceder a sua posição ao companheiro de equipe durante o GP do Japão. Ele garantiu que o comportamento de Massa não afeta a boa relação entre eles e destacou que disputavam apenas uma posição intermediária na prova.

AE, Agência Estado

13 de outubro de 2013 | 13h05

"Zero problema. Não pudemos fazer uma grande corrida, independente do que ele fizesse não melhoraríamos nossas posições. Estávamos lutando pela sétima, oitava posição hoje, tentando somar o máximo de pontos", afirmou o piloto espanhol, que posteriormente ganhou a posição de Massa durante um pit stop.

Oitavo colocado no grid de largada, Alonso fez uma boa prova e terminou o GP do Japão na quarta posição. E o espanhol garantiu que ficou satisfeito com o resultado, pois não poderia conseguir nada melhor. "O quarto lugar foi o máximo que eu podia fazer hoje, pois os três à frente de mim estavam muito fora do alcance e, portanto, dada a nossa posição de largada, estou feliz", disse.

O resultado impediu que Vettel, vencedor do GP do Japão, conquistasse por antecipação o quarto título mundial consecutivo, pois o alemão ampliou a sua vantagem na liderança do campeonato para 90 pontos em relação ao vice-líder Alonso, com quatro provas restando para o fim da temporada e 100 pontos em disputa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.