Alonso minimiza liderança e pede Ferrari focada

A liderança na classificação geral da Fórmula 1 não engana Fernando Alonso. Nesta quinta-feira, o piloto espanhol afirmou que a diferença de pontos entre os primeiros colocados não "é diferença", elogiou as equipes adversárias e pediu para a Ferrari se manter concentrada em seu trabalho.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 14h15

Alonso lidera com 154 pontos, 78 na frente do sexto colocado, Nico Rosberg, da Mercedes. "A diferença entre os cinco, seis primeiros não é diferença, ou uma distância que seja impossível recuperar. Você só precisa de uma ou duas boas corridas para subir na classificação", comentou o piloto.

"Então, precisamos manter a concentração e tentar maximizar as melhorias que implementamos nas últimas semanas", acrescentou Alonso, ciente de que as concorrentes também estão em evolução. "Precisamos seguir assim, com boa consistência, até porque é cedo para falarmos em termos de campeonato, e McLaren, Red Bull, Lotus e Mercedes estão na briga".

Apesar de minimizar a euforia, Alonso reconheceu que a Ferrari vive um bom momento. "Estamos bem colocados em termos de pontuação, melhor do que estávamos nas primeiras corridas. Mas estamos apenas na metade", finalizou. A temporada de Fórmula 1 segue neste domingo com a disputa do GP da Hungria.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da HungriaFerrariAlonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.