Mark Baker/AP
Mark Baker/AP

Alonso parabeniza Vettel e pede Ferrari mais competitiva

Espanhol era o único que poderia tirar o título do piloto da Red Bull

AE, Agência Estado

27 de outubro de 2013 | 11h01

NOVA DÉLHI - Fernando Alonso parabenizou neste domingo Sebastian Vettel e a Red Bull pela conquista dos títulos mundiais na Fórmula 1, assegurados neste domingo no GP da Índia, vencido pelo alemão. O espanhol admitiu que eles foram campeões com justiça, destacou o domínio que tiveram da segunda metade da temporada e também cobrou evolução da Ferrari para ser mais competitiva em 2014. "Dou a ele os parabéns. Eles têm sido muito fortes, muito dominantes, especialmente na segunda metade do campeonato, então eles merecem ser campeões", disse, lembrando que Vettel venceu as últimas seis corridas do campeonato. "Precisamos começar a pensar no próximo ano e tentar tornar as coisas mais difíceis para eles", completou.

Oitavo no grid de largada, Alonso teve a sua corrida praticamente arruinada na largada ao ser tocado pelo australiano Mark Webber, o que o obrigou a ir aos boxes logo no começo da prova. "Tive um pouco de azar, porque acho que Mark também tocou com alguém e a terceira parte da equação fui eu", disse. Alonso explicou que o acidente atrapalhou o rendimento do seu carro no restante da prova. Assum, ele terminou o GP da Índia apenas em 11ºlugar, fora da zona de pontuação. "A corrida ficou difícil a partir deste momento, porque eu era o último com um pit stop feito. O toque danificou a parte da frente, porque o volante ficou muito pesado nas curvas para a direita e muito leve naquelas para a esquerda", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.