Alonso quer carro competitivo para ajudar Felipe Massa

'Se Massa vencer e eu for segundo ou terceiro, ficarei feliz', afirma o piloto espanhol da Renault

EFE,

16 de outubro de 2008 | 14h39

O piloto espanhol Fernando Alonso, da Renault, disse nesta quinta-feira que precisa ter um carro competitivo nos grandes prêmios da China e do Brasil para ter condições de ajudar o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, na briga pelo título.Veja também:Fernando Alonso pode ajudar quem quiser, diz Lewis HamiltonVencedor das duas últimas provas da temporada, em Cingapura e no Japão, Alonso fez as declarações em entrevista coletiva organizada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), na véspera dos primeiros treinos livres para o GP da China."Primeiro tenho que ter um carro competitivo aqui e no Brasil para poder brigar com as Ferrari e McLaren. Se Massa vencer e eu for segundo ou terceiro, ficarei feliz se ele somar o máximo de pontos possíveis, é só isso que posso fazer", comentou.O bicampeão mundial já declarou em várias ocasiões que poderá ajudar Massa a conquistar o título desta temporada, na qual o brasileiro tem como principal adversário o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, desafeto de Alonso.O espanhol aproveitou ainda para alfinetar Hamilton, ao afirmar que, no ano passado, todas as pesquisas entre os pilotos indicavam uma preferência pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, ou ele próprio para a conquista do título, enquanto nesta temporada todos preferem Massa.Perguntado sobre sua preferência por Massa, quando ainda há um terceiro piloto (o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber) na briga, o espanhol afirmou que Kubica é com quem ele se entende melhor. "Gostaria que fosse campeão, mas não tem um carro competitivo o suficiente para tirar 12 pontos de desvantagem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.