Alonso reclama de falta de competitividade de seu carro

Ainda vice-líder do Mundial de Fórmula 1, o espanhol Fernando Alonso foi apenas o quarto colocado no GP da Alemanha deste domingo e viu sua distância para o líder Sebastian Vettel, que venceu a prova, aumentar. O desempenho não agradou o piloto da Ferrari, que reclamou da falta de competitividade do seu carro.

AE, Agência Estado

07 de julho de 2013 | 16h00

"Foi uma corrida difícil, não estivemos muito rápidos e em alguns momentos sequer estivemos competitivos o suficiente. Na primeira parte, pagamos o preço por estarmos usando pneus usados, porque lá pela 12.ª volta eles já estavam acabados, o que nos custou um pouco da vantagem que esperávamos ganhar com essa estratégia", comentou.

Apesar das críticas, Alonso mais uma vez fez questão de exaltar o trabalho dos funcionários da Ferrari. Segundo ele, a quarta colocação não foi de todo mal e o carro apresentou evolução em relação às últimas provas.

"Mesmo que esperássemos terminar no pódio, ficar menos de oito segundos atrás do Vettel depois de começar em oitavo é um resultado encorajador. A equipe está fazendo seu máximo para tornar o carro mais competitivo e depois de tropeçar em algumas corridas sem ter certeza sobre os ajustas, podemos dizer que esclarecemos muitas dúvidas hoje e entendemos as áreas que precisamos mudar para evoluir", disse o espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.