Divulgação
Divulgação

Alonso se diz preparado para retorno, mas prevê dificuldades na Malásia

'Estou ansioso para entrar no MP4-30 pela primeira vez', afirma

Estadão Conteúdo

24 Março 2015 | 10h49

Fora da prova de abertura da temporada 2015 da Fórmula 1, na Austrália, Fernando Alonso reestreará na McLaren neste fim de semana, quando será realizado o GP da Malásia, no circuito de Sepang. Recuperado do acidente que o impediu de correr em Melbourne, o espanhol reconheceu que terá dificuldades na sua volta diante dos problemas da McLaren, mas se mostrou animado para essa nova passagem pela equipe inglesa, mesmo reconhecendo que ainda vai levar tempo para conseguir resultados relevantes.

"O fim de semana vai ser difícil, mas estou ansioso para entrar no MP4-30 pela primeira vez em um GP e voltar a competir. Eu passei algum tempo no simulador na fábrica com a equipe, e meu foco será a continuação do desenvolvimento do nosso pacote com meus engenheiros, e trabalhar no nosso equilíbrio e acerto de corrida. Há um grande potencial no carro e vamos continuar a dar tudo em todas as corridas até que vejamos os resultados", disse.

Afastado do GP da Austrália após sofrer uma concussão em acidente durante a pré-temporada da Fórmula 1, Alonso garantiu que está bem preparado fisicamente para os desafios da prova na Malásia, que eleve venceu três vezes, em 2005, 2007, pela própria McLaren, e em 2012.

"Eu tenho trabalhado duro em minha forma física e me sinto bem e pronto para o fim de semana. O calor na Malásia é sempre muito difícil para os pilotos, mas me esforcei sobre isso nos meus treinos e estou preparado para todas as condições meteorológicas que podemos enfrentar em Sepang", afirmou.

No GP da Austrália, o dinamarquês Kevin Magunssen, substituto de Alonso, nem conseguiu largar, enquanto o inglês Jenson Button ficou em 11º lugar, sendo o único piloto a concluir a prova sem somar pontos. O espanhol, porém, preferiu celebrar a confiabilidade de um dos carros da McLaren, que ao menos conseguiu concluir a prova.

"Eu assisti o fim de semana na Austrália de muito perto e estive em contato com a equipe desde o momento em que eles chegaram. É claro que temos muito trabalho pela frente, mas o resultado de Jenson em Melbourne foi encorajador do ponto de vista da confiabilidade e da coleta de dados, que são extremamente importantes", comentou Alonso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.