Alonso se espelha em 2010 e crê em nova arrancada para brigar pelo título

Apesar de começo decepcionante, piloto da Ferrari espera, no entanto, superar Vettel neste ano

AE, Agência Estado

11 de maio de 2011 | 13h32

MARANELLO - Em 2010, o espanhol Fernando Alonso era tido como azarão na briga pelo título da Fórmula 1 após as primeiras corridas. No entanto, após uma incrível arrancada na parte final da temporada, chegou à última etapa, nos Emirados Árabes Unidos, como favorito à conquista, que acabou nas mãos do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. Agora, em 2011, o cenário é semelhante. Apesar do começo decepcionante, o piloto da Ferrari segue confiante na recuperação.

"Fiz uma comparação entre as minhas primeiras corridas do ano passado e as deste ano. Nas mesmas quatro corridas, neste ano consegui 13 pontos a mais do que no ano passado (41 a 28). É verdade que a diferença para o líder do campeonato é maior (Vettel tem 93 pontos), mas lembro que em Silverstone estávamos 47 pontos atrás e a oito corridas do fim da temporada. Hoje temos mais 15 corridas pela frente", afirmou o espanhol.

Apesar da confiança, Alonso admitiu que a Ferrari precisa melhorar sua performance. No GP da Turquia, no último domingo, ele conseguiu o pódio, com o terceiro lugar, mas afirmou que, para brigar com os concorrentes ao título, precisará de um melhor desempenho nos treinos classificatórios.

"O que importa mais é que precisamos (ele e o brasileiro Felipe Massa) ser mais competitivos nos treinos classificatórios. Se largarmos sempre da terceira fila para trás será complicado lutar pelo pódio", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariFernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.