Alonso vence, mas Schumacher brilha

O piloto espanhol Fernando Alonso (Renault) venceu neste domingo o GP de San Marino; conquistou a sua terceira vitória em quatro etapas do Mundial de Fórmula 1 e disparou na liderança do campeonato com 36 pontos ganhos. Apesar de tudo isso, o grande nome da prova foi mesmo o alemão Michael Schumacher, que largou em 13º e fez uma corrida espetacular. Chegou em segundo e só não passou Alonso porque o circuito de Ímola não foi feito para ultrapassagens.Na últimas voltas, eles protagonizaram um belíssimo pega, como há muito não se via na Fórmula 1. Alonso resistiu aos ataques por mais de oito voltas e recebeu a bandeirada final com Schumacher colado atrás. O britânico Jenson Button (BAR) terminou a prova em terceiro e completou o pódio.Rubens Barrichello, ao contrário, teve um final de semana para esquecer. Largou em 9º, não conseguiu ganhar nenhuma posição e parou 18 voltas depois da largada com problemas no carro. O piloto disse que a sua Ferrari sofreu uma pane elétrica.Felipe Massa largou em 18º (na verdade, fez o oitavo tempo no treino que definiu o grid, mas perdeu 10 posições por ter trocado o motor) e quando tentava se recuperar, perdeu o bico do carro num choque com David Coulthard na volta volta 16. Por conta disso, teve a corrida inteiramente comprometida e terminou em 12º.Kimi Raikkonern (McLaren), que largou na pole-position, parou na oitava volta com problemas no carro.A próxima etapa do Mundial de F-1 acontece em duas semanas, em Barcelona.Confira a situação da temporada 2005 da Fórmula 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.