Alonso vence na Alemanha e dispara na liderança da F1

Espanhol faz prova tranquila e abre 34 pontos na liderança do campeonato 2012

AE, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 10h58

HOCKENHEIM - Fernando Alonso voltou a brilhar na Fórmula 1 neste domingo. Após largar na pole, o espanhol foi soberano no circuito de Hockenheim e venceu o GP da Alemanha, de ponta a ponta, consolidando a liderança isolada do campeonato. Sebastian Vettel chegou em segundo lugar ao ultrapassar Jenson Button na penúltima volta. Com problemas na largada, Felipe Massa ficou em 12º e Bruno Senna, em 17º.

Com sua terceira vitória na temporada (e a 30ª na carreira), Alonso abriu boa vantagem na primeira colocação geral. Ele soma agora 154 pontos, contra 120 de Mark Webber, oitavo colocado neste domingo. Vettel é o terceiro no geral, com 118 pontos.

A prova na Alemanha também marcou a reabilitação de Button no campeonato. Após vencer a primeira etapa do ano, o inglês caiu bastante de rendimento e chegou a terminar algumas provas no pelotão traseiro. Neste domingo, porém, ele mostrou reação ao cruzar a linha de chegada em terceiro, após figurar em segundo até a penúltima volta.

A CORRIDA

Sem sobressaltos, Alonso garantiu a liderança da prova logo no início, enquanto Vettel e Schumacher duelavam pelo segundo posto. A boa largada do espanhol contrastou com a do companheiro de equipe. Massa, que saiu em 13º, acertou a traseira de Daniel Ricciardo e precisou ir para os boxes na segunda volta para trocar o bico do carro.

Ao voltar em 22º, iniciou corrida de recuperação, assim como Bruno Senna. O piloto da Williams também se envolveu em pequeno incidente no início. Ele se chocou com Romain Grosjean e perdeu tempo nos boxes para trocar o bico e um pneu furado. Voltou para à pista em último lugar, com quase uma volta de atraso em relação aos demais.

A primeira rodada de parada nos boxes, a partir da 11ª volta, pouco alterou as primeiras colocações. Somente Schumacher ficou para trás, por não apresentar o mesmo ritmo dos rivais. Alonso continuava em primeiro, seguido de perto por Vettel que, por sua vez, passou a ser pressionado por Button.

O piloto da McLaren fazia grande apresentação, enquanto seu companheiro Lewis Hamilton sofria para deixar o pelotão traseiro. Hamilton perdeu muitas posições no início ao ter um pneu furado. Retardatário, protagonizou dois momentos inusitados na prova ao ultrapassar Vettel, em 2º, e pressionar o líder Alonso. Apesar de estar em 17º, o inglês era o mais rápido da prova naquele momento. Hamilton, porém, acabou abandonando 18 voltas depois por causa de um problema mecânico.

Os líderes da corrida se afastaram de Hamilton ao pararem pela segunda vez nos boxes, na 42ª volta. Alonso entrou logo à frente e garantiu a ponta. No retorno à pista, Vettel foi ultrapassado por Button, que apostou na parada antecipada para ganhar a posição.

Após deixar o alemão para trás, o piloto da McLaren partiu para cima de Alonso. Chegou a ficar a pouco menos de um segundo do rival, mas não conseguiu aproximação suficiente para tentar ultrapassagem. Com melhor ritmo, Vettel cresceu no final e desbancou Button na penúltima volta. Raikkonen chegou em quarto, seguido de Kobayashi, Perez, Schumacher, Webber, Hulkenberg e Rosberg.

Enquanto Alonso encaminha mais uma vitória na temporada, Massa tinha dificuldade para se aproximar da zona de pontuação. Com três paradas, o brasileiro teve que se contentar com o 12º lugar. Bruno Senna, com desempenho semelhante, cruzou a linha de chegada em 17º.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada já no domingo que vem, dia 29, no circuito de Hungaroring, em Budapeste, capital da Hungria.

Confira a classificação final do GP da Alemanha:

1.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), em 1h31min05s862

2.º - Jenson Button (ING/McLaren), a 6s949

3.º - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus0, a 16s409

4.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 21s925

5.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 3s732

6.º - Sergio Perez (MEX/Sauber), a 27s896

7.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 28s970

8.º - Mark Webber (AUS/Red Bull), a 46s941

9.º - Nico Huelkenberg (ALE/Force India), a 48s162

10.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 48s889

11.º - Paul Di Resta (ESC/Force India), a 59s227

12.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1min11s428

3.º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), a 1min16s829

14.º - Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1min16s965

15.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 1 volta

16.º - Vitaly Petrov (RUS/Caterham), a 1 volta

17.º - Bruno Senna (BRA/Williams), a 1 volta

18.º - Romain Grosjean (Fra/Lotus), a 1 volta

19.º - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham), a 2 voltas

20.º - Charles Pic (FRA/Marussia), a 2 voltas

21.º - Pedro de la Rosa (ESP/Hispania), a 3 voltas

22.º - Timo Glock (ALE/Marussia), a 3 voltas

23.º - Narain Karthikeyan (IND/Hispania), a 3 voltas

Não completou a prova:

Lewis Hamilton (ING/McLaren)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.