Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Antes de último GP na F-1, Alonso diz que 'porta não está fechada' para retorno

Às vésperas de sua despedida, espanhol não descarta retornar para a Fórmula 1 no futuro

O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2018 | 19h01

Fernando Alonso demonstra serenidade para a disputa de seu último GP de Fórmula 1, domingo, em Abu Dabi. Às vésperas de sua despedida, o piloto espanhol, de 37 anos, garante que as portas permanecerão abertas na categoria para um eventual retorno, no futuro.

"Agora é difícil pensar em voltar, mas a porta não está fechada. Não sei como vou me sentir no próximo ano. Pode ser que em abril, sentado no sofá, eu fique desesperado de vontade para voltar. Aí vamos pensar uma forma de fazer isso, mas não se trata da ideia inicial", disse o piloto da McLaren, dono de dois títulos mundiais na F-1.

O espanhol afirmou que vai se concentrar na busca da "Tríplice Coroa". Ou seja, tentar a vitória nas 500 Milhas de Indianápolis e somar às conquistas do GP de Mônaco e as 24 Horas de Le Mans. "Não penso em disputar 19 provas pela Indy em 2019. Eu não sei o que o futuro trará", afirmou o dono de 32 vitórias na principal categoria de automobilismo do mundo.

Campeão nas temporadas 2005 e 2006, Alonso mostra-se animado para um eventual retorno em 2020. "Mas se eu voltar, será para mim, não por causa de algo em particular ou em uma determinada data", disse o piloto, que vai usar as cores da Espanha em seu capacete e no carro. "Eu me sinto orgulhoso por ter criado uma geração de fãs da Fórmula 1 em meu país e na minha região", afirmou o "Príncipe das Astúrias".

Alonso entra pela primeira vez na pista de Abu Dabi nesta sexta-feira, às 7 horas (horário de Brasília) para o primeiro treino livre. A segunda sessão está prevista para as 11 horas.

No sábado, a terceira sessão de treinos livres tem início às 8 horas, enquanto o treino que vai decidir o grid de largada começa às 11 horas. A corrida, no domingo, será às 11h10.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fernando AlonsoFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.