Alfa Romeo/Twitter
Alfa Romeo/Twitter

Antes do início dos testes coletivos, Alfa Romeo apresenta seu carro para a F-1

Modelo C38 será guiado pelo finlandês Kimi Raikkonen e pelo italiano Antonio Giovinazzi

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2019 | 11h50

Pouco antes de a primeira bateria de testes coletivos da pré-temporada da Fórmula 1 serem iniciados nesta segunda-feira, no circuito de Barcelona, na Espanha, a Alfa Romeo apresentou oficialmente o seu carro para esta temporada da categoria.

O nome Alfa Romeo substituiu o da Sauber no grid da F-1, como parte de um acordo de patrocínio estendido, e a equipe contará com a dupla de pilotos titulares formada pelo finlandês Kimi Raikkonen e o italiano Antonio Giovinazzi. Os dois posaram para fotos ao lado do novo modelo C38, que já havia ido para a pista, exibindo uma pintura provisória e com o seu design camuflado, em um dia de filmagens no circuito de Fiorano, na Itália, na última quinta-feira.

A Alfa Romeo se tornou a última equipe a apresentar o seu carro para esta temporada da Fórmula 1, que será iniciada no dia 17 de março, data do GP da Austrália, em Melbourne. E o novo monoposto tem uma pintura parecida com a adotada no ano passado pela Sauber, cujo nome foi exibido de forma discreta nas laterais do modelo.

Com o nome e a logomarca da Alfa Romeo em destaque na parte superior da carenagem, o carro é predominantemente vermelho e branco, sendo que o retorno da montadora à F-1 proporcionou a presença de um piloto italiano titular de uma equipe pela primeira vez desde 2011, quando Jarno Trulli e Vitantonio Liuzzi figuravam no grid da categoria.

Giovinazzi tem 25 anos e já estreou na F-1 em 2017, quando substituiu o lesionado Pascal Wehrlein na Sauber no início do campeonato daquele ano em duas corridas. Já Raikkonen, de 39 anos e campeão mundial em 2007, trará a sua larga de experiência como trunfo depois de ter se despedido da Ferrari ao término da temporada passada.

A Sauber, que firmou uma parceria técnica e comercial de vários anos com a Alfa Romeo, terminou o Mundial de Construtores do ano passado em oitavo lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.