Apesar de boa vantagem, Vettel se nega a falar de título

A vitória no GP da Bélgica, no último domingo, deixou o alemão Sebastian Vettel ainda mais tranquilo na liderança do Mundial de Fórmula 1, com 92 pontos de vantagem para seu companheiro de Red Bull, Mark Webber - 259 a 167. A sete provas para o final da temporada, o alemão ainda prefere não falar em título.

AE, Agência Estado

29 de agosto de 2011 | 12h41

"Há um ditado em inglês que diz que você precisa cozinhar o bolo antes de cortá-lo. Ainda restam 175 pontos em disputa, então é melhor continuar tranquilo. Excesso de confiança raramente traz coisas boas. O que foi bom neste final de semana foi que deixamos Spa com o máximo de pontos possível e isso é promissor", declarou Vettel, nesta segunda-feira, lembrando que Webber foi o segundo colocado na Bélgica.

Após a dobradinha no circuito de Spa-Francorchamps, o objetivo da equipe austríaca é repetir o bom desempenho na próxima corrida, no GP da Itália, no dia 11 de setembro. Para isso, terá que superar o rendimento ruim do ano passado em Monza, quando Vettel terminou em quarto e Webber, em sexto.

"Pensando para frente, em Monza, não podemos prometer estar competitivos lá, mas sem dúvidas vamos fazer nosso melhor para corresponder. Mas, como o carro estava tão fantástico aqui (na Bélgica) e o balanço estava fabuloso, deveremos conseguir um acerto", avaliou o piloto alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.