Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Apesar dos problemas, presidente da Ferrari elogia Massa

Luca di Montezemolo afirma que brasileiro, 13.° em Cingapura é o melhor piloto do momento na Fórmula 1

EFE,

29 de setembro de 2008 | 17h04

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, fez questão de elogiar o piloto brasileiro Felipe Massa apesar do péssimo desempenho da sua escuderia no Grande Prêmio de Cingapura, disputado neste domingo.Veja também: Fórmula 1 - Classificação Confira os batidores da F-1 no blog do Lívio OricchioFerrari vai analisar problema no pitstop de MassaFerrari fala em três dobradinhas para dar título a Massa Massa admite: não era para ir bem em CingapuraAlonso surpreende e vence GP com trapalhada da Ferrari O "GP trapalhão" da Ferrari"Durante este fim de semana, o carro foi amplamente superior e Massa fez tempos extraordinários, mostrando que é o piloto mais em forma de todos", apontou Di Montezemolo.O dirigente afirmou ainda que o finlandês Kimi Raikkonen deve demonstrar "que é o atual campeão do mundo".Na prova - a primeira disputada à noite em toda a história da categoria -, Massa não passou da 13.ª posição ficou sete pontos atrás do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, no Mundial de pilotos. Já Raikkonen bateu no fim da corrida e acabou em 15.º lugar.Mesmo diante do fraco desempenho, o dirigente garantiu torcer por vitórias dos pilotos nas próximas etapas do Mundial e afirmou que a escuderia tem todas as condições de reagir já no Japão."Espero que eles cheguem em primeiro e segundo, e sempre à frente da McLaren de qualquer forma", disse Di Montezemolo a jornalistas em Roma, em referência à escuderia inglesa - que passou a liderar o Mundial de Construtores.O presidente da Ferrari qualificou o Grande Prêmio de Cingapura, vencido pelo espanhol Fernando Alonso, como "uma jornada amarga". Ele não poupou críticas à recém-criada etapa."Lamento que às vezes tenhamos de correr em circuitos nos quais seria melhor realizar um circo eqüestre ou qualquer outra coisa. Neste tipo de circuito pode ocorrer de tudo e o espetáculo fica por conta do safety car", comentou."Esta situação é humilhante para a Fórmula 1 e quero falar sobre isso nas próximas semanas com as demais equipes", comentou o presidente da Ferrari.Perguntado pelo mecânico que deu sinal verde a Massa quando a mangueira de combustível ainda estava no carro durante a parada do brasileiro nos boxes, Di Montezemolo respondeu: "Temos mecânicos extraordinários que às vezes podem errar. Mas somos campeões do mundo e ainda capazes de vencer", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.