Após abandono, Bruno Senna lamenta problema no freio

A corrida de Bruno Senna no Bahrein acabou mais cedo neste domingo. O piloto brasileiro, que largou em 15º, teve seu desempenho comprometido desde o início da prova em razão de problemas no freio, que se agravaram no decorrer da disputa e causaram seu abandono na penúltima volta.

AE, Agência Estado

22 de abril de 2012 | 15h23

"O pedal estava vibrando muito, mas resolvemos arriscar porque ainda era cedo e não dava para prever o que aconteceria na corrida. Quando vimos que as chances de pontuar praticamente não existiam, achamos melhorar parar para evitar o risco de acontecer algo pior, como a explosão do disco", explicou Bruno.

O piloto da Williams também sofreu com a performance do motor, sem apresentar o ritmo das últimas corridas, quando foi 6º (Malásia) e 7º colocado (China). "O carro não estava muito bom nem em ritmo de corrida, o que vinha sendo nosso ponto forte. Nosso nível, aqui, talvez fosse apenas para brigar por um pontinho, mas o acerto não estava legal. Os pneus traseiros se desgastavam muito rapidamente e precisei passar o tempo todo controlando para não se acabarem ainda antes", comentou.

Sem desanimar pelo resultado no Bahrein, o brasileiro espera recuperação na Espanha, na próxima etapa da F1. A Williams deve estrear algumas novidades no carro, como o novo assoalho, no início da temporada europeia. "Barcelona é uma pista completamente diferente daquelas onde corremos neste ano. Vamos ter de esperar pelos primeiros treinos", ponderou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BahreinBruno Senna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.