Após acidente, FIA muda regras do 'pit lane' da F1

O acidente envolvendo um cinegrafista no pit lane do GP da Alemanha de Fórmula 1, disputado no último domingo, fez com que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) tomasse algumas medidas. Nesta terça-feira, a entidade anunciou mudanças nas regras para a região dos boxes. Antes de serem aprovadas, no entanto, as alterações ainda serão avaliadas pelo Conselho Mundial de Esportes a Motor.

AE, Agência Estado

09 de julho de 2013 | 17h05

Segundo as novas regras da FIA, apenas funcionários e dirigentes das equipes estarão autorizados a ficar no pit lane, com os cinegrafistas obrigados a permanecer atrás de uma parede. Além disso, a velocidade máxima permitida na região dos boxes será reduzida de 100 para 80 km/h (com exceção das provas em Melbourne, Mônaco e Cingapura, onde, devido às características da pista, o limite é de 60 km/h e será mantido).

As mudanças tem como finalidade evitar acidentes como o ocorrido em Nurburgring, quando um cinegrafista acabou se ferindo após ser atingido por um pneu que se soltou do carro do australiano Mark Webber. Ele foi hospitalizado, mas passa bem e deve ter alta em breve. Por esse episódio, a Red Bull, equipe do piloto, acabou multada em 30 mil euros (cerca de R$ 86 mil).

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.