Ahmad Yusni / EFE
Ahmad Yusni / EFE

Após acidente incomum, Haas tem permissão especial para reparar carro de Grosjean

Piloto bateu após pneu furar em tampa de bueiro na pista

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2017 | 12h22

Depois de ver o seu piloto Romain Grosjean sofrer um forte acidente no segundo treino livre do GP da Malásia de Fórmula 1, nesta sexta-feira, a Haas ganhou uma permissão especial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para fazer reparos no carro do francês. O monoposto ficou altamente danificado depois de rodar na pista e bater forte em uma barreira de proteção após ter o seu pneu direito traseiro furado ao passar por cima de uma tampa de bueiro que ficou exposta acima da zebra da curva 13 do circuito de Sepang, em Kuala Lumpur.

O acidente fez os comissários de pistas acionarem a bandeira vermelha para paralisar o treino, que acabou sendo encerrado dez minutos antes do previsto para que os reparos na pista pudessem ser realizados naquele ponto do circuito.

E, de acordo com as regras da Fórmula 1, as equipes devem normalmente respeitar um toque de recolher durante a noite após os treinos livres ou de classificação nos finais de semana de corrida. Neste período eles não estão autorizados a trabalhar em seus carros.

Entretanto, os comissários da prova em Sepang se viram obrigados a abrir uma exceção para a Haas neste caso, tendo em vista a natureza incomum do acidente que envolveu Grosjean. Por meio de comunicado, eles disseram que "consideraram que as circunstâncias que causaram o acidente do carro 8 foram inteiramente e claramente além do controle do piloto e do competidor (de qualquer outro piloto ou competidor) e as consideram uma 'força maior'".

Desta forma, a Haas poderá trabalhar para consertar os danos no carro do piloto francês antes da disputa do terceiro treino livre deste sábado, quando também ocorrerá a sessão classificatória para o grid do GP da Malásia às 6 horas (de Brasília). A largada da corrida ocorrerá às 4 horas de domingo, quando acontece a 15ª etapa deste Mundial de Fórmula 1.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Romain Grosjean

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.