Uwe Anspach/EFE
Uwe Anspach/EFE

Após acidente, Zanardi passa por neurocirurgia e permanece em estado grave

Ex-piloto de Fórmula 1 e campeão paralímpico sofreu acidente durante competição em Pienza, na província de Siena

Redação, Estadão Conteúdo

20 de junho de 2020 | 10h14

Alessandro Zanardi, ex-piloto de Fórmula 1 que se tornou campeão paralímpico, permanece entubado, respirando com ajuda de aparelhos e em estado grave após sofrer um acidente nesta sexta-feira, quando participava de uma competição em Pienza, na província de Siena.

Zanardi, que perdeu as duas pernas em um acidente de carro de corrida há quase 20 anos, está ligado a um respirador e tem fluxo sanguíneo "estável", enquanto seu estado neurológico "permanece sério", comunicou por meio de um boletim médico o hospital Santa Maria alle Scotte de Siena.

No final de sexta-feira, o hospital informou que Zanardi foi submetido a "uma delicada operação de neurocirurgia" devido a um "trauma craniano grave". A operação durou cerca de três horas, após as quais o paratleta foi transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI).

"A condição de Alex Zanardi é séria, mas estável", disse o médico Giuseppe Olivieri, neurocirurgião responsável por operar o italiano, em declarações à porta do hospital. "Ele chegou aqui com um grande trauma craniano facial, o rosto esmagado e um osso frontal profundamente fraturado", explicou.

Olivieri afirmou que a opção pela cirurgia se deu porque a equipe médica estava convicta de que "valia a pena tentar salvá-lo". O médico disse que não consegue prever o prognóstico de amanhã ou daqui 15 dias e que "os números são bons, embora continue sendo uma situação muito séria."

"Não veremos qual é o seu estado neurológico até que ele acorde - se ele acordar. Condição grave significa que é uma situação em que alguém pode morrer. A melhoria leva tempo nesses casos. As mudanças para pior podem ser repentinas", ressaltou Olivieri, que acrescentou que a ideia é tentar manter o paciente estabilizado nos próximos dias. "O próximo passo é tentar estabilizá-lo durante a próxima semana ou 10 dias. Então, se as coisas correrem bem, ele poderá ser acordado e reavaliado", completou.

Zanardi foi transportado de helicóptero para o hospital após ser atingido por um veículo de grande porte na cidade toscana de Pienza durante uma corrida de revezamento na sexta-feira.

O ex-piloto de Fórmula 1 competia em uma etapa do revezamento do Objetivo Tricolor, uma competição que reúne atletas paralímpicos em bicicletas de mão, triciclos ou cadeiras de rodas. O acidente ocorreu no quilômetro 146 da rodovia entre Pienza e San Quirico d’Orci.

Segundo as primeiras informações da imprensa italiana, Zanardi teria perdido o controle da sua bicicleta de mão em uma descida, numa curva, indo para a pista oposta. Na contramão, ele se chocou com um caminhão. Um vídeo divulgado pela emissora Tgr Rai Toscana mostra o que aparentemente era o equipamento de Zanardi tombado de lado na beira da estrada, parcialmente destruído.

Zanardi, duas vezes campeão na Cart, soma quatro medalhas de ouro paralímpicas. Ele competiu na Fórmula 1 entre 1991 e 1994, depois indo para o automobilismo norte-americano, onde foi campeão na Cart em 1997 e 1998, regressando no ano seguinte para a F-1.

Em 2001, um grave acidente em corrida da Cart na Alemanha o fez perder as duas pernas. O italiano ainda seguiria envolvido no automobilismo, mas aos poucos passou a se concentrar no esporte paralímpico. E faturou dois ouros em Londres-2012 e outros dois no Rio-2016. Nesse momento, se preparava para disputar, em novembro, a prova do Campeonato Italiano de GT, pela BMW.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.