Após cinco meses, dirigente ligado a Ron Dennis deixa comando da McLaren

Jost Capito tinha assumido a função de CEO apenas em setembro

Estadao Conteudo

07 Fevereiro 2017 | 16h22

Contratado há apenas cinco meses, o CEO Jost Capito deixou a McLaren nesta terça-feira, na esteira de mudanças que estão movimentando a direção da equipe de Fórmula 1. Capito era considerado homem de confiança de Ron Dennis, famoso dirigente do time que encerrou sua passagem pela McLaren no fim do ano passado.

Capito, que é alemão, foi contratado em janeiro do ano passado, mas assumiu a função de CEO da equipe somente em setembro. E, apenas três meses depois, Ron Dennis foi destronado da McLaren, criando ambiente de trabalho pouco favorável para a continuidade de Capito na escuderia.

De acordo com a McLaren, a saída do executivo de 58 anos se deve a incapacidade entre as duas partes de "encontrar uma base em comum para voltar a fazer a equipe ter sucesso novamente". Na Fórmula 1, Capito tem passagem pela Sauber.

Ron Dennis foi substituído no fim do ano pelo norte-americano Zak Brown. Por enquanto, a McLaren será administrada mais diretamente por Jonathan Neale, chefe de operação da equipe. O time não definiu um prazo para a contratação de um novo CEO.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1Velocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.