Divulgação
Divulgação

Após críticas, Pirelli muda pneus duros na Fórmula 1

A empresa resolveu mudar os compostos duros para as próximas etapas do calendário

Agência Estado

25 de abril de 2013 | 16h25

SÃO PAULO - Criticada em razão da alta degradação dos seus pneus, a Pirelli resolveu mudar os compostos duros para a sequência da temporada da Fórmula 1. A fornecedora da categoria vai lançar a partir do GP da Espanha, próxima etapa da F1, pneus duros um pouco mais resistentes. Mas não vai alterar a composição dos macios e supermacios, maiores alvos das reclamações das equipes e pilotos.

"Após avaliar o desempenho dos pneus ao fim das primeiras quatro corridas do ano, decidimos - com a anuência de todas as equipes - mudar os compostos duros a partir do GP da Espanha", afirmou Paul Hembery, diretor esportivo da Pirelli. A medida se assemelha a adotada há dois anos, quando a fornecedora também alterou a composição dos pneus duros durante a temporada.

Os novos compostos devem ser mais resistentes, à semelhança daqueles utilizados no ano passado. "Esta última versão do pneu duro é muito mais próxima da de 2012, com o objetivo de dar às equipes maiores oportunidades e variedades estratégias na combinação dos diferentes tipos de pneus", explicou Hembery.

A mudança deve favorecer a Red Bull, uma das mais críticas em relação à forte degradação dos pneus apresentados neste ano. A equipe, contudo, vai continuar sofrendo com os demais tipos de compostos, porque não sofrerão alterações. A Pirelli também anunciou nesta quinta-feira os pneus escolhidos para as próximas etapas da F1. Na Espanha, as equipes terão à disposição, além dos duros, os compostos médios. Na etapa seguinte, nas ruas de Mônaco, as opções serão o supermacio e o macio. E, no GP do Canadá, o supermacio e o médio poderão ser utilizados pelos pilotos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.