Alberto Valdes/EFE
Alberto Valdes/EFE

Após decepção no Marrocos, Massa diz que problemas na equipe foram resolvidos

Piloto da Venturi terminou apenas na 18ª colocação em sua estreia na Fórmula E em Marrakesh

Felipe Rosa Mendes / SANTIAGO (CHI), O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2019 | 17h09

Ainda sem conseguir mostrar serviço na Fórmula E, Felipe Massa revelou nesta sexta-feira, em Santiago, que os problemas que vinham prejudicando a performance da sua equipe, a Venturi, já foram resolvidos. De acordo com o piloto brasileiro, uma falha no freio foi responsável por sua performance abaixo do esperado nas duas primeiras etapas da temporada. A terceira será disputada neste sábado, na capital chilena.

"Tivemos um problema muito grande no freio. E esse problema trazia outros juntos. Nos testes que fizemos depois da corrida de Marrakesh, fizemos algumas mudanças e realmente melhorou bastante", disse Massa, na véspera da corrida em Santiago. "Para falar a verdade, se solucionou 100% é difícil dizer. Temos que ver como ficou neste fim de semana."

Em Marrakesh, há duas semanas, Massa fez boa largada. Mas passou a perder rendimento a cada volta e terminou a prova na 18ª e última colocação. Seu companheiro de equipe, o suíço Edoardo Mortara, também teve dificuldades e foi apenas o 13º. A equipe HWA, que tem parceria com a Venturi, enfrentou os mesmos problemas. O britânico Gary Paffett e o belga Stoffel Vandoorne nem completaram a corrida.

"Todos os carros da equipe e também da HWA tiveram falhas técnicas. Não temos nenhum ponto, com nenhum piloto ainda no campeonato. Isso mostra que tem muita coisa ainda para ser solucionada. Espero já ser solucionado neste fim de semana", reforçou o vice-campeão mundial da Fórmula 1 em 2008.

Depois de um 17º e um 18º lugares nas suas duas primeiras corridas na Fórmula E, Massa terá nova oportunidade neste sábado para mostrar o seu potencial. A corrida no Chile será disputada em local diferente da prova do ano passado. Desta vez, será no Parque O'Higgins, com trechos de asfalto e de concreto.

"Achei uma pista interessante, com algumas curvas de média e alta velocidade. E também com algumas bem lentas, como aquela da chicane, que deve ser bem complicado. E tem a diferença entre o trecho de asfalto e o outro de cimento", analisou o brasileiro, após dar uma volta a pé pelo circuito de rua da capital chilena.

Todas as principais atividades na pista de Santiago serão realizadas neste sábado, dia da corrida. O primeiro treino livre está marcado para as 9 horas (de Brasília). O segundo será às 11h15. O grid será definido a partir das 13 horas. E a largada da corrida está agendada para as 17 horas.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Fórmula EFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.