Ahmed Jadallah
Ahmed Jadallah

Após decepção, Verstappen vê circuito chinês favorável a ultrapassagens

"A pista é bem ampla, o que é bom para as ultrapassagens. Isso geralmente deixa a corrida mais empolgante"

Estadão Conteúdo

11 de abril de 2018 | 14h02

Após a decepção no GP do Bahrein de Fórmula 1, o holandês Max Verstappen aposta na recuperação da Red Bull no GP da China, no fim de semana. O piloto acredita que o circuito de Xangai vai favorecer muitas ultrapassagens ao longo das 56 voltas da prova, o que deve aumentar suas chances de obter o seu primeiro pódio na temporada.

+ Confira o calendário da Fórmula 1

"A pista é bem ampla, o que é bom para as ultrapassagens. Isso geralmente deixa a corrida mais empolgante porque os carros ficam mais próximos um do outro", projeta o holandês, um dos destaques das últimas temporadas da Fórmula 1.

Verstappen, contudo, acredita que o traçado chinês pode dar trabalhos para as equipes quanto ao desgaste dos pneus. "Costuma ser bem pesado para os pneus, principalmente para os dianteiros", diz o piloto da Red Bull.

A degradação dos pneus também preocupa seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo. "É uma pista muito técnica, as curvas 1 e 2 são insanas e dura com os pneus dianteiros. Mas se você conseguir administrar bem os compostos, você geralmente está fazendo uma boa corrida", avalia o australiano.

Em Xangai, ambos os pilotos esperam se recuperar da decepção no fim de semana passado, quando os dois abandonaram o GP do Bahrein por conta de problemas técnicos. Ricciardo precisou desistir da prova em razão de falha elétrica no carro, enquanto Verstappen teve um pneu furado ao tentar ultrapassar Lewis Hamilton.

A Red Bull começou a temporada como uma das candidatas a brigar pelo título. Para especialistas, estaria na briga com a Ferrari para ser a segunda força do grid. No entanto, a equipe italiana venceu as duas primeiras provas do ano e a Red Bull ainda não conseguiu um pódio no ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Red Bull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.