Após deixar UTI, Kubica inicia programa de reabilitação

Piloto da Lotus Renault envolveu-se em um grave acidente em prova de Rali, na Itália, no último dia 6

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 14h06

Após deixar a unidade de tratamento intensivo do Hospital Santa Corona, o polonês Robert Kubica iniciou nesta terça-feira o programa de reabilitação para recuperar-se das graves lesões sofridas em um acidente, no último dia 6 de fevereiro, em prova de Rali, na Itália.

"Ele está muito bem e sua condição é muito positiva, considerando o que ele passou. Ele consegue mover seus dedos ligeiramente e já tem um pouco de sensibilidade nas mãos. O que é muito importante é que não há sinais de infecção, que era a principal preocupação", declarou o médico Igor Rossello, responsável pelo tratamento do piloto.

Kubica deve permanecer no departamento de reabilitação por ao menos 15 dias. O piloto da Lotus Renault envolveu-se em um grave acidente no último dia 6. Após correr o risco de ter a mão direita amputada, passou por três cirurgias. Desde então, seu quadro vem melhorando gradativamente.

"Pelas próximas duas semanas ele ficará aqui para que possamos monitorar sua condição. Durante este tempo ainda há a possibilidade de infecção e outras complicações, então teremos que trocar as ataduras de sua mão algumas vezes. Após duas semanas vamos passá-lo para o próximo estágio", afirmou Rossello.

Com a impossibilidade de Kubica participar das primeiras provas do ano na Fórmula 1, cogitou-se a chance de o brasileiro Bruno Senna ser escolhido como seu substituto. No entanto, a Lotus Renault anunciou que Nick Heidfeld será o titular até a volta do polonês às pistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.