Após desistir da Honda, Sauber faz novo acordo com a Ferrari

Troca de comando na equipe causou mudança; equipe esta em penúltimo no Mundial de Construtores

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2017 | 11h54

Um dia após encerrar a parceria com a Honda, a Sauber anunciou nesta sexta-feira que fechou novo acordo para ter a Ferrari como fornecedora de motores para a temporada 2018 da Fórmula 1. Sem dar detalhes sobre o acerto, a equipe suíça divulgou que o contrato tem duração de "muitos anos".

Com a decisão, a Sauber retoma parceria com a Ferrari, com quem tem colaboração há quase duas décadas. Para tanto, o time suíço precisou encerrar vínculo com a Honda que teria início no próximo ano. A mudança se deve à troca no comando da equipe. O acordo com os japoneses fora firmado por Monisha Kaltenborn, mas ela foi destituída da função recentemente e foi substituída por Frederic Vasseur.

"Estou muito satisfeito por confirmar que vamos continuar nosso trabalho com a Ferrari como nossa fornecedora de motores", anunciou o próprio Vasseur. "A experiência compartilhada entre Sauber e Ferrari ergueu uma forte fundação, o que vai nos permitir seguir adiante de forma rápida e eficiente, também em termos de desenvolvimento do carro de 2018."

O fraco rendimento da Honda com o carro da McLaren nos últimos anos foi um dos fatores para o fim precoce da parceria da Sauber. A fornecedora japonesa, que fez história com a Williams na década de 90, voltou a F-1 em 2015, porém longe de exibir o sucesso de outros anos.

A parceria entre Honda e McLaren foi considerada uma fracasso nos dois primeiros anos, trazendo frustração principalmente para as ambições de Fernando Alonso. O bicampeão mundial cansou de criticar publicamente o rendimento dos motores da fornecedora. Para piorar, a Honda decidiu recomeçar seu projeto neste ano, sem sucesso. Manteve, assim, os pilotos da McLaren longe da briga por pódio.

Com uma longa parceria com a Ferrari, a Sauber fez uma aposta incomum neste ano. Decidiu permanecer com os motores do ano passado em seus carros desta temporada, de forma a aproveitar a adaptação e a experiência com aquelas unidades de potência. A Sauber é a penúltima colocada no Mundial de Construtores, à frente somente da lanterna McLaren.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1SauberFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.