Após escândalo na Fórmula 1, Renault perde patrocínio

Companhia de seguros espanhola rompeu o contrato depois da equipe 'não obedecer as regras da FIA'

EFE

24 de setembro de 2009 | 11h31

MADRI - A companhia de seguros espanhola "Mútua Madrileña" informou que deixou de patrocinar a Renault na Fórmula 1, após a decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) de considerar a escuderia culpada de provocar um acidente no GP de Cingapura de 2008 para tirar proveito da situação.

Veja também:

linkIrlandês Bob Bell substituirá Flavio Briatore

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Em comunicado, a seguradora alegou que a equipe "deveria cumprir todas as regras da FIA", e por tê-las "desobedecido", levou a empresa a rescindir o contrato unilateralmente e de forma imediata.

 

A companhia também informou que por ter como atividade principal o seguro de automóveis, promove "a segurança no trânsito e o cumprimento de normas". Dessa forma, não poderia mais manter o vínculo com a escuderia.

 

No entanto, a medida não afeta o contrato de patrocínio da Mútua Madrileña com o piloto Fernando Alonso, que segue vigente. A empresa se disse satisfeita de saber que a FIA concluiu que o espanhol não esteve "de nenhuma forma envolvido" no caso.

Tudo o que sabemos sobre:
patrocínioFórmula 1Renault

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.