Yong Teck Lim/AP
Yong Teck Lim/AP

Após furo em pneu, Massa prevê corrida de 'paciência' em Cingapura

Piloto brasileiro largará com sua Williams apenas na 17ª colocação depois de atingir o muro logo no começo do treino

Estadão Conteúdo

16 de setembro de 2017 | 11h44

Depois de exibir um rendimento abaixo do esperado nos treinos livres de sexta-feira, Felipe Massa teve um treino classificatório para esquecer neste sábado, no circuito de rua de Cingapura. Erros seguidos e um pneu furado fizeram o piloto da Williams ficar com o 17º lugar no grid de largada na corrida deste domingo.

"Já esperávamos um fim de semana difícil. O carro não tem rendimento bom nessa pista, como não teve em Monaco, em pistas com retas curtas, que são ruins para nossa aerodinâmica", disse, conformado, o brasileiro em entrevista ao canal SporTV.

Massa estourou o pneu traseiro direito ao atingir de leve o muro no começo do treino. Por causa do contratempo, o brasileiro demorou para voltar à pista e teve tempo de fazer somente uma volta. Ele chegou a entrar na lista dos classificados ao Q2, mas foi logo superado pelo britânico Jolyon Palmer nos instantes finais da sessão.

"A classificação não foi boa, encostei no muro na primeira tentativa, na segunda dava para passar para o Q1, mas errei na última curva. Acabei perdendo a traseira do carro e perdi meio segundo. Poderia ter ido ao Q2 com tranquilidade, mas infelizmente as coisas não ajudaram", comentou Massa.

Diante das dificuldades da Williams nesta pista e da posição no fundo do grid de largada, o brasileiro projeta uma corrida de "paciência" neste domingo. "Amanhã na corrida é ter paciência para ver o que acontece", projetou Massa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.