Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Lars Baron/ AP
Lars Baron/ AP

Após perder pole, Hamilton reconhece superioridade de Verstappen: 'Muito rápido'

Em casa, piloto britânico largou na primeira posição neste sábado, mas acaba sendo ultrapassado pelo holandês ainda na volta inicial da minicorrida para o grid

Redação, Estadão Conteúdo

17 de julho de 2021 | 16h12

Lewis Hamilton foi o mais rápido do treino classificatório da sexta-feira, em Silverstone, na Inglaterra, e largou em primeiro lugar na primeira corrida classificatória da história da Fórmula 1, neste sábado, mas deixou o circuito apenas com o segundo lugar, tendo que reconhecer a superioridade de Max Verstappen no momento. O inglês foi ultrapassado pelo rival da Red Bull logo no início dos 30 minutos de corrida e não terá a oportunidade de largar como pole position na etapa realizada em seu país, neste domimgo.

Hamilton teve dificuldades para explicar a razão de ter perdido a posição, uma vez que avalia ter feito tudo certo na hora da largada. "Você tem uma posição que precisa acertar com a embreagem, e eu estava no alvo, mas não deu certo por algum motivo", afirmou o piloto da Mercedes. "Não sei por quê - tive muitas derrapagens. O resto é história. Eu estava tentando de tudo, obviamente, para sobreviver, mas Verstappen foi muito rápido. Ele estava muito rápido hoje", completou.

O modelo diferente adotado em Silverstone para a formação do grid de largada trouxe também a novidade de distribuir pontos extras aos três primeiros colocados. Com o segundo lugar, Hamilton ganhou dois pontos, apenas um a menos do que o rival da Red Bull, que somou três e ampliou ligeiramente a vantagem na liderança do campeonato, com 185 pontos contra 152 do britânico.

"Cada ponto conta, mas estou grato por ter terminado, e amanhã (domingo), como eu disse, lutaremos novamente", comentou Hamilton em tom de lamento. "Ele estava se afastando e não havia nada que eu pudesse fazer para segurá-lo. Nós realmente temos de tentar estar na frente de alguma forma. Eles fizeram um excelente trabalho com o motor, as suas largadas são muito boas este ano. Perdemos um pouco de desempenho em nossas largadas, então temos de trabalhar um pouco mais para tentar melhorar isso", disse.

Apesar de frustrado com a composição final do grid, o heptacampeão aprovou o "sprint qualifying". "Foi um dia tão divertido ter a classificação na sexta-feira, muito mais divertido. Não sei se foi a corrida mais emocionante ou não, mas deveríamos fazer mais assim, talvez outra versão no futuro porque torna o fim de semana mais agradável, eu acho", disse ele.

Com Max Verstappen, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas nos primeiros lugares da largada, o GP da Inglaterra tem início marcado para as 11 horas deste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.