Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Após problemas, Verstappen diz que obter 2º lugar no grid foi 'como uma vitória'

Holandês disse que teve problemas no motor do seu carro nas duas primeiras partes do treino classificatório

Estadão Conteúdo

15 Setembro 2018 | 21h00

O holandês Max Verstappen afirmou que a conquista do segundo lugar do grid do GP de Cingapura de Fórmula 1, neste sábado, no circuito de Marina Bay, foi "como uma vitória" para ele, que apontou problemas no motor de sua Red Bull nas duas primeiras partes do treino classificatório para a corrida.

Segundo o piloto, apenas no Q3 (o estágio derradeiro do qualificatório para o grid) foi possível andar em melhores condições para poder ter chances de se posicionar na primeira fila na largada deste domingo, às 9h10 (de Brasília), na qual só estará atrás do inglês Lewis Hamilton, que conquistou a pole com a sua Mercedes.

"Parece uma vitória. Com a quantidade de problemas que eu tive hoje, ainda na qualificação, com o motor, e não tendo uma volta suave, ser segundo colocado é inacreditável. Isso só mostra como nosso carro é incrível", afirmou Verstappen, que também vai largar uma posição à frente do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

Verstappen é o quinto colocado do Mundial de Pilotos de Fórmula 1, com 130 pontos, enquanto Hamilton é o líder, com 256. Vettel está em segundo, com 226, enquanto o finlandês Kimi Raikkonen figura em terceiro, com 164. O também finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, está em quarto lugar na classificação, com 159.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Red Bull Max Verstappen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.