Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Terry Renna/AP
Terry Renna/AP

Após sair da última posição, Sebastien Bourdais vence primeira etapa da Indy

Will Power, que largou na pole, teve problemas no carro e não completou a prova

Estadão Conteudo

12 de março de 2017 | 16h38

Se depender da primeira etapa, a França seguirá como destaque na temporada de 2017 da Fórmula Indy. Neste domingo, em corrida disputada nas ruas de São Petersburgo, nos Estados Unidos, Sebastien Bourdais saiu da última colocação para garantir a surpreendente vitória da Dale Coyne.

E o pódio da primeira etapa reservou espaço a outro francês: atual campeão, Simon Pagenaud foi o segundo e mostrou que a Penske vem firme para conquistar mais um campeonato. Já Scott Dixon, da Ganassi, outro candidato ao título, terminou em terceiro. Ryan Hunter-Reay e Takuma Sato completaram as cinco primeiras colocações.

Já o brasileiro Helio Castroneves, após largar em 16º, teve boa recuperação com a Penske e terminou em sexto, enquanto Tony Kanaan não teve o mesmo desempenho e fechou apenas em 12º. O pole Will Power, por sua vez, teve problemas e não completou a etapa.

Mesmo depois de ficar sem tempo e sair na última posição, Sebastien Bourdais fez uma excelente corrida neste domingo, levou alguma sorte nas bandeiras amarelas e venceu com extrema tranquilidade, com mais de 10 segundos na frente Pagenaud e 27s de vantagem para Dixon.

Esse resultado consolidou a aposta de Bourdais, que se mudou para a pequena Dale Coyne nesta temporada, após trazer dois de seus engenheiros. Foi o 36º triunfo do francês na categoria, o que o fez desempatar com Bobby Unser e assumir o posto de sexto piloto mais vitorioso na história da Indy.

A segunda etapa da temporada 2017 será disputada em 9 de abril, no circuito de rua de Long Beach, nos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.