Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Após 'sonolência' na quinta, Hamilton lidera 1º treino livre no Brasil

Piloto havia mostrado semblante abatido na chegada a São Paulo

FELIPE ROSA MENDES, Estadão Conteúdo

13 de novembro de 2015 | 12h01

Após surpreender na quinta-feira com seu semblante abatido no autódromo de Interlagos, Lewis Hamilton voltou a mostrar força na manhã desta sexta-feira na abertura dos trabalhos no GP do Brasil de Fórmula 1. O piloto inglês liderou o primeiro treino livre em São Paulo ao aplicar meio segundo de vantagem sobre o alemão Nico Rosberg, seu companheiro na Mercedes. O brasileiro Felipe Massa registrou apenas o 17.º tempo.

Hamilton liderou a sessão de abertura do GP ao anotar 1min13s543, contra 1min14s062 de Rosberg. O tricampeão exibiu bom ritmo ao longo de todo treino, o que contrastou com seu semblante sonolento na quinta-feira, quando concedeu entrevista coletiva em Interlagos. Ele admitiu cansaço por causa dos acontecimentos dos últimos dias.

Na noite de segunda-feira, ele sofreu acidente de carro, que a polícia de Montecarlo atribuiu ao cansaço após a festa de aniversário da mãe do piloto. O próprio Hamilton reconheceu que "se matou" na comemoração dos 60 anos da sua mãe. A batida atrasou em 24 horas a chegada do piloto a São Paulo.

Nesta sexta-feira, o inglês se mostrou totalmente recuperado da batida e do desgaste da viagem. Foi superior a Rosberg, mesmo enfrentando problemas na embreagem. A dupla chegou a ser superada pelo alemão Sebastian Vettel na metade do treino, mas o piloto da Ferrari não sustentou a vantagem e terminou em terceiro lugar, com 1min14s168.

O Top 10 contou ainda com o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, e o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, na quarta e quinta colocações, respectivamente. Eles foram seguidos do russo Daniil Kvyat (Red Bull), do finlandês Valtteri Bottas (Williams), do holandês Max Verstappen (Toro Rosso), do alemão Nico Hülkenberg (Force India) e do venezuelano Pastor Maldonado (Lotus).

Os brasileiros tiveram desempenho discreto nesta primeira sessão em Interlagos. Felipe Massa foi apenas o 17.º colocado, com o tempo de 1min15s469. O piloto da Williams enfrentou dificuldades durante todo o treino. Travou rodas, saiu da pista e sofreu para manter o equilíbrio do carro. Como consequência, ficou atrás até dos carros da McLaren.

Felipe Nasr também sofreu com a falta de aderência da pista. Ele chegou a travar uma das rodas no início do treino, sem maiores consequências. Em sua segunda sessão livre em Interlagos pela Fórmula 1 - treinou no ano passado como reserva da Williams -, o piloto da Sauber foi o 14.º melhor, com 1min15s381.

O primeiro treino livre foi marcado pelas dificuldades dos pilotos na primeira curva do traçado, ao fim da reta dos boxes. A maioria travou rodas na entrada dela. Em outros trechos, além de Massa, Vettel, Max Verstappen e Raikkonen rodaram na pista. O finlandês da Ferrari foi quem levou o maior susto. Girou 360 graus e só parou na caixa de brita.

O segundo treino livre do GP do Brasil começará às 14 horas (de Brasília), no autódromo de Interlagos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.