Após superar problemas, Rosberg festeja ponta em teste

Depois de enfrentar diferentes problemas com o novo carro da Mercedes, Nico Rosberg comemorou nesta terça-feira o fato de ter liderado pela primeira vez um dia de testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1. O alemão foi o mais veloz entre os 11 pilotos que foram para a pista do circuito da Catalunha, em Barcelona, nos primeiros trabalhos desta semana no local.

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2013 | 15h57

Rosberg conseguiu liderar nesta terça-feira depois de ter iniciado de forma decepcionante a sua pré-temporada. No primeiro dia de testes em Jerez, em 5 de fevereiro, ele foi prejudicado por problemas elétricos de sua Mercedes, que pegou fogo, fato que lhe permitiu dar poucas voltas na pista e fechar aquela duas primeiras sessões em oitavo lugar. Depois disso, com o carro em boas condições, conseguiu ficar na segunda posição no terceiro dia de treinos em Jerez.

E, nesta terça, Rosberg inicialmente não conseguiu andar como gostaria após a caixa de câmbio do novo modelo da Mercedes deixá-lo na mão na primeira parte do dia em Barcelona. Entretanto, após o reparo feito a tempo pelos mecânicos, ele conseguiu uma volta muito rápida para fechar os treinos na frente.

"Nós tivemos um dia misto hoje, com voltas perdidas pela manhã. Entretanto, fomos capazes de trabalhar por meio de um bom programa à tarde e, é claro, é sempre legal ser o mais rápido no final do dia", festejou o alemão, para depois mostrar satisfação com o desempenho do carro.

"No geral, eu me senti feliz e confortável no carro e me senti melhor do que na última vez em que nós estivemos aqui nesta pista. Ainda há mais trabalho a ser feito em relação à degradação dos pneus e nosso programa da tarde foi útil para entender isso", completou.

O finlandês Kimi Raikkonen, que foi o segundo mais rápido nesta terça, também comemorou o bom desempenho de sua Lotus. "Não foi um dia ideal em termos de número de voltas completadas, mas o carro se mostrou forte e nós tivemos bons progressos", disse o campeão mundial de 2007, se referindo ao crescimento em relação aos trabalhos realizados em Jerez.

"Depois de Jerez é legal estar em um circuito onde nós corremos e o (novo modelo) E21 é definitivamente um passo na direção certa. Há muito trabalho a fazer ainda, mas estou feliz com onde nós estamos neste momento", reforço.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Nico RosbergMercedes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.