Apostadores devem processar a Ferrari

A decisão da Ferrari de impedir a vitória de Rubens Barrichello no GP da Áustria em favor de Michael Schumacher pode gerar prejuízos não apenas para a imagem da escuderia. Além de ter de se explicar pela atitude considerada pouco ética, a equipe corre o risco de ser interpelada judicialmente. Para inúmeros apostadores, a equipe foi responsável por uma fraude e os que apostaram em Rubinho sofreram grande prejuízo. A Codacons - uma associação italiana que representa os interesses de apostadores - admitiu que está analisando a possibilidade de acusar a Ferrari por ?fraude esportivo?.A casa de apostas austríaca Interwetten.Com informou nesta segunda-feira que muitos de seus clientes se queixaram, alegando terem sido enganados. "Compreendemos perfeitamente nossos clientes. Quando alguém aposta seu dinheiro em Barrichello e este é obrigado a frear, a questão já não tem nada a ver com o esporte ou com o jogo limpo?, explicou o diretor da casa, Heinz Patzelt.O diretor da Ferrari Jean Todt, defendeu a estratégia e garante que a decisão foi acertada. "A equipe quer ganhar o campeonato de pilotos e assim como o de construtores. Ainda faltam 11 corridas e a gente não pode perder nenhum ponto", explicou. ?O que a direção da equipe vai dizer da gente se ao final da temporada, faltarem quatro pontos para Schumacher ser campeão??, perguntou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.