Argentino 'Pechito' López é confirmado na USF1

País não tinha um piloto na F-1 desde Gaston Mazacane, que correu na extinta Minardi, em 2001

Luis Ampuero, REUTERS

23 de janeiro de 2010 | 10h58

O argentino José María "Pechito" López foi confirmado na sexta-feira como piloto oficial da equipe USF1 e fará sua estreia na Fórmula 1 pela escuderia norte-americana no dia 14 de março, no Grande Prêmio do Bahrein. Ele será o primeiro argentino a pilotar um Fórmula 1 desde que Gastón Mazzacane disputou o Grande Prêmio de San Marino em 2001 e o quinto sul-americano na categoria, ao lado dos quatro brasileiros já confirmados: Felipe Massa, Rubens Barrichello, Bruno Senna e Lucas di Grassi.

Após vários dias de negociações entre patrocinadores do piloto argentino e o diretor esportivo da equipe, o norte-americano Peter Windsor, um acordo foi fechado. "Está tudo acertado e na segunda-feira será feito o anúncio oficial", confirmou o porta-voz do piloto, Miguel Mattos.

A demora na decisão está relacionado com o aval de 8 milhões de dólares de que López precisava para garantir vaga na equipe. Segundo informações, parte do dinheiro virá de patrocinadores que trabalham com López desde o início das negociações e outra parte do aval do governo argentino, conseguido de última hora.

"Pechito" López foi campeão em 2009 das categorias TC 2000 e Top Race V6, ambas da Argentina. Além disso, ele já havia corrido previamente na categoria GP2 pelas equipes DAMS e SuperNova e foi piloto de testes da equipe Renault de Fórmula 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.