Armando Pires abandona o rali

O carioca Armando Pires, da Equipe Drakkar Normandia, abandonou hoje o Rali Paris-Dacar 2002 depois de sofrer um acidente ainda nos primeiros quilômetros do trecho de quarta-feira. Ele apenas largou pela manhã, por volta das 8 horas, do acampamento de Tidjikja, na Mauritânia, mas nem chegou a passar pelo primeiro posto de controle da etapa, instalado no quilômetro 168 dos 482 no total. Segundo informações de Anne-Marie Gerandi, responsável pela logística dos pilotos de motos, a queda não provocou lesões graves no brasileiro e que ele estaria sendo trazido para o acampamento do rali em um helicóptero médico. Armando, para ser resgatado pela organização, acionou um equipamento que leva consigo na moto e que emite sinais via satélite. Até às 16h34 (horário de Brasília), ele não havia chegado em Tichit.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2002 | 17h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.