Asa traseira da Ferrari é ilegal, diz FIA

A equipe foi forçada a substituir a peça em seus carros para o GP da Espanha de F1

ALAN BALDWIN, Reuters

21 de maio de 2011 | 12h26

BARCELONA - A Ferrari foi forçada a substituir a asa traseira de seus carros para o Grande Prêmio da Espanha neste sábado depois que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a declarou ilegal.

"Eles nos disseram que o conceito não é legal", disse um porta-voz da equipe.

Charlie Whiting, diretor de prova da FIA, havia dito aos repórteres na sexta-feira que o organismo estava examinando com cuidado a nova asa levada para o circuito da Catalunha pela escuderia italiana.

"É uma interpretação bem esperta dos regulamentos e temos que decidir se achamos ser uma boa interpretação", afirmou ele na ocasião.

A decisão foi um golpe para Fernando Alonso, bicampeão da Ferrari, que correrá em sua terra natal no domingo.

O time italiano está em terceiro na colocação geral, 83 pontos atrás da líder e atual campeã Red Bull.

Veja também:

link Webber supera Vettel e larga em primeiro no GP da Espanha de F1

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariFIAasavelocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.