Ascensão de Helinho preocupa Ferran

Atual campeão da F-Indy, Gil de Ferran é um piloto com uma preocupação a mais atualmente: não se deixar levar pela pressão exercida por seu próprio companheiro na equipe Penske, Hélio Castro Neves. Segundo piloto na teoria, Helinho está melhor colocado do que Gil desde a fase inicial do campeonato e consegue vencer corridas.Este ano, o homem-aranha já ganhou três vezes na temporada organizada pela Cart- em Long Beach, Detroit e Mid-Ohio, esta vitória no último domingo -, além de ter obtido o triunfo histórico nas 500 Milhas de Indianápolis, prova válida pela Indy Racing League (IRL). Gil ainda não ganhou. Na Indy, Helinho tem 103 pontos e está a apenas um do líder, o sueco Kenny Brack. O companheiro está bem colocado, em terceiro lugar, mas quatro pontos atrás na tabela (89).Outro detalhe que começa a pertubar o campeão de 2000: desde que entrou na Penske, no início da temporada passada, Helinho ganhou sete corridas. Em quatro delas, com ele, Gil, em segundo lugar. (Mid-Ohio, em 2000 e 2001; Laguna Seca, em 2000; e Indianapólis, neste ano). E com exceção de Laguna Seca, Gil sempre liderou parte da prova e acabou superado pelo companheiro.Tal situação incomoda, embora Gil não admita claramente. "Eu já corro a bastante tempo para saber que vitórias são importantes, mas o título é ainda mais importante. Claro que vencer é sempre bom, mas num campeonato como a Indy também é necessário somar pontos para poder arrancar no final. No ano passado, aconteceu isso. Só não posso perder a cabeça?? O contraste com a preocupação de Gil é a tranqüilidade e auto-confiança de Helinho. "A equipe tem feito um bom trabalho, está sempre melhorando e eu tenho condições de vencer corridas. É o que tenho de fazer.??O piloto recebeu a vitória em Mid-Ohio com naturalidade, apesar da grande festa que fez depois da bandeirada quando, inclusive, levou boneco do homem-aranha para o pódio. Ele costuma mesmo comemorar em grande estilo e já chegou a Mid-Ohio sabendo que teria um carro competitivo. Mesmo assim, procurou mostrar prudência até a sexta-feira, quando treinou pela primeira vez. ?Mas tinha confiança de que, correndo um circuito misto permanente, iria pelo menos subir ao pódio, ainda que não fosse no degrau mais alto.? Helinho sabe que a corrida do próximo domingo, em Elkhart Lake, também um circuito misto permanente, será uma excelente oportunidade deixar Brack para trás na classificação. "Tenho chance de vencer de novo e vou atrás da vitória??, disse, confiante.Gil também sabe que a prova em Elkhart Lake é muito importante, até para diminuir a pressão. ?Quem sabe minha primeira vitória não acontece lá?, afirmou. ?Mas se não vier, tenho de procurar marcar pontos. E não posso desanimar.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.