Duda Bairros/Vicar
Duda Bairros/Vicar

Ator Caio Castro testa carro da Fórmula 4 em Interlagos e elogia: 'Bem diferente'

Artista usa carro do filho de Felipe Giaffone e diz ser emocionante conduzir um monoposto no autódromo paulistano

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2022 | 22h07

O ator Caio Castro pilotou nesta terça-feira um carro da Fórmula 4 no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Apaixonado por velocidade, Caio fez sua estreia no automobilismo profissional em maio de 2021 na Porsche Cup Brasil. Na última temporada pela GT3 Cup terminou na sexta colocação. Em 2022, ocupa a 10ª colocação na categoria Sprint Challenge.

Acostumado com carros de turismo, Caio Castro analisou a experiência de pilotar um monoposto em um local tão importante para o automobilismo brasileiro. “É bem diferente do que eu estou acostumado, mas gostei muito. Foi bem emocionante correr em Interlagos em um carro tão similar aos da Fórmula 1, que cresci assistindo e sou fã”, comentou Caio.

A mais recente vitória do ator foi justamente no autódromo paulistano. O teste desta terça serviu não apenas para que Caio Castro conhecesse outro segmento, mas para expressar sua intenção de seguir a carreira na modalidade.

Caio Castro utilizou no teste o carro do jovem Nicolas Giaffone, filho de Felipe Giaffone, piloto e comentarista dos canais do Grupo Bandeirantes. Nicolas vive a expectativa de conquistar espaço no automobilismo nacional para buscar seu lugar na Europa.

campeão sul-americano de kart e vice-campeão brasileiro, Nicolas Giaffone corre na Fórmula 4 pela equipe Cavalero Sports. Na primeira corrida do ano, ele terminou na terceira colocação. O próximo desafio acontece no dia 31 de julho, novamente em Interlagos.

A Fórmula 4 é uma importante novidade nas categorias de base do automobilismo nacional. O objetivo é desenvolver talentos nacionais, solucionar falhas na formação dos atletas e preencher a grande lacuna entre o kart e as competições de Fórmula na Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.