Pierre Philippe Marcou/AFP
Pierre Philippe Marcou/AFP

Atual tetracampeão da MotoGP, Márquez renova contrato com a Honda

Espanhol estica contrato até o fim de 2024 e sonha em ampliar o domínio dentro da modalidade

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2020 | 13h56

Atual tetracampeão da MotoGP, o espanhol Marc Márquez estendeu seu vínculo com a Honda nesta quinta-feira. O principal piloto da competição renovou seu contrato até o fim de 2024, abrindo a possibilidade de ampliar ainda mais seu domínio na maior categoria da motovelocidade mundial.

"A Honda me deu a oportunidade de chegar até a MotoGP com uma moto de fábrica, em 2013. E desde o primeiro ano conquistamos o sucesso juntos e estou muito feliz de continuar a fazer parte da família Honda", declarou o espanhol, que completará 27 anos nesta semana.

Foi justamente em 2013, logo em sua temporada de estreia na categoria, que Márquez conquistou o primeiro dos seus seis títulos mundiais - antes, tinha dois troféus em duas categorias de acesso. Ele repetiu o feito em 2014 e voltou a brilhar em 2016, 2017, 2018 e no ano passado.

A temporada passada foi a mais marcante de sua carreira até agora. Ele terminou a competição com ampla vantagem sobre os rivais, ao alcançar 420 pontos, um recorde na MotoGP. No geral, soma 56 vitórias e 95 pódios na categoria de elite da motovelocidade.

"As duas partes queriam ficar juntos para continuarmos a vencer. O Marc começou sua carreira na elite em 2013 e, juntos, vencemos seis de sete campeonatos. Sendo um campeão único, ele merece um contrato único", disse o presidente da Honda, Yoshishige Nomura, sem dar detalhes sobre o novo vínculo do piloto com a equipe.

Márquez voltou a pilotar neste mês, nos testes em Sepang, apesar da cirurgia realizada no ombro direito, em novembro. Após sua primeira participação na pista, ele chegou a comentar que estava "pior do que esperava". Mesmo assim, participou normalmente das sessões.


A última bateria de testes da pré-temporada será realizada nesta semana, entre os dias 22 e 24, no Catar. O país vai receber a primeira das 20 etapas da temporada 2020 no dia 8 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGP [motovelocidade]Marc Márquez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.