Bret Kelley
Bret Kelley

Aumento de casos de covid na Flórida adia GP de São Petersburgo de Fórmula Indy

Prova, que estava prevista para 7 de março, agora será em 25 de abril

Redação, Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2021 | 16h44

O aumento de casos de coronavírus na Flórida causou o adiamento da abertura da temporada 2021 da IndyCar Series. O GP de São Petersburgo, previsto para 7 de março e que seria a primeira corrida do ano, foi adiado para 25 de abril. Com isso, a etapa de estreia será o GP do Alabama, em 11 de abril.

"Agradeço os pilotos, equipes, funcionários e, acima de tudo, os fãs por sua paciência e compreensão. Estou ansioso para dar as boas-vindas a todos no próximo GP Firestone de São Petersburgo", disse Mark Miles, CEO da IndyCar. "Não é surpreendente que um evento desta magnitude, agendado para a primeira semana de março, ainda esteja sujeito às implicações da pandemia."

Segundo relatórios apresentados pelas autoridades de saúde da Flórida, 15.431 novos casos de coronavírus foram diagnosticados na terça-feira, com 98 mortes. No total desde o início da pandemia, o estado já confirmou 1.392.123 de casos de covid-19, com 22.188 vítimas.

"Estamos satisfeitos por poder trabalhar com a administração de Rick Kriseman e a Green Savoree Racing Promotions para encontrar uma data mais adequada, o que ajuda a consolidar o início de nossa programação e nos permite permanecer na rede de televisão NBC", concluiu Miles.

O GP de São Petersburgo também foi adiado no ano passado e acabou sendo disputado em 25 de outubro, fechando a temporada 2020, com vitória de Scott Dixon, campeão pela sexta vez da categoria mais importante de monopostos dos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.