Austrália culpa BAR por morte na F1

Os organizadores do GP da Austrália culparam nesta quinta-feira a equipe BAR pelo acidente entre os carros de Jacques Villeneuve e de Ralf Schumacher, da Williams, que resultou na morte de um comissário de pista. Na corrida do último domingo, que abriu o Mundial de Fórmula 1, Graham Beveridge foi atingido por uma roda do carro de Villeneuve, que se soltou no acidente, e morreu em conseqüência dos ferimentos.Segundo a organização do GP, a tragédia só aconteceu porque os cabos metálicos que prendiam as rodas do carro de Villeneuve se romperam, o que, para eles, não deveria ter acontecido. Com isso, eles culparam diretamente as pessoas que montaram o carro.Ron Walker, presidente do comitê organizador da corrida, negou que o acidente tenha acontecido por falta de segurança no circuito de Albert Park. No entanto, o Centro de Investigação de Acidente da Universidade de Melbourne entende que o circuito é "altamente perigoso?? porque tanto os comissários de pistas como o público "ficam muito perto da pista?? e as barreiras de segurança são inadequadas. Walker discorda. "Mas se for provado algum problema em relação a segurança, não mediremos esforços e investimentos para corrigi-las??.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.