Ayrton Senna foi o último piloto a morrer na pista durante um GP da F-1

Piloto brasileiro foi a 24.ª vítima fatal na principal categoria do automobilismo

Ciro Campos e Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

01 de maio de 2014 | 07h00

SÃO PAULO - A curva Tamburello, palco da trágica morte de Ayrton Senna há exatos 20 anos, tornou-se uma chicane em 1995, um ano depois do acidente com o piloto brasileiro na Fórmula 1. A medida da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) foi mesmo necessária. Naquele local, os pilotos Nelson Piquet, em 1987, e Gerhard Berger, dois anos depois, também sofreram graves acidentes e, por sorte, conseguiram se recuperar após as fortes batidas.

A segurança nas pistas foi apenas um dos pontos estratégicos colocados em prática pela FIA a fim de evitar novas tragédias na Fórmula 1. Ayrton Sennna foi o 24.º piloto morto em decorrência de um acidente na pista, seja em treinos ou provas. Desde então a principal categoria do automobilismo conseguiu pôr fim às tragédias - ocorreram posteriormente duas mortes, ambas de fiscais de pista. Maria de Villota, piloto de testes da Marussia, morreu 15 meses depois de sofrer um grave acidente durante um teste em linha reta no aeroporto de Duxford, na Inglaterra.

De 1974 a 1994, em 20 anos, oito pilotos morreram nas pistas. Outros 16 sofreram acidentes fatais nos primeiros 25 anos da Fórmula 1. A primeira morte deu-se em 1954, na quinta temporada. A vítima foi o argentino Onofre Marimón, nos treinos para o GP da Alemanha, em Nurburgring. O circuito alemão, nos anos seguintes, tornou-se o grande vilão da categoria. No local, o britânico Peter Collins morreu em 1958, assim como o holandês Carel Godin de Beaufort (1964), o inglês John Taylor (1966) e o alemão Gerhard Mitter (1969).

Já a corrida em Spa Francorchamps de 1960 foi marcada por duas mortes. Na ocasião, dois pilotos britânicos morreram. Chris Bristow perdeu o controle seu Cooper-Climax na 19.ª volta, na curva Burnenville. Na 24.ª, Alan Stacey, piloto da Lotus, acidentou-se após um pássaro acertar sua cabeça. Sem controle, o carro se chocou contra o muro.

No fatídico GP de Ímola, há 20 anos, o austríaco Roland Ratzenberger também morreu na pista. O acidente com o piloto ocorreu durante o treino classificatório, no dia 30 de abril. Após a morte, Senna chegou a abandonar a sessão para discutir com os fiscais sobre como aprimorar a segurança do circuito.

A segurança dos carros de competição e o equipamento pessoal dos pilotos também ajudaram para que as mortes deixassem de ocorrer. Entre as inovações surgidas após a morte de Senna, por exemplo, estão ideias simples como o Hans (suporte de cabeça e pescoço) e um sistema que impede as rodas de se soltarem.

ACIDENTES FATAIS

1954

Onofre Marimón (Argentina) - Treinos para o GP da Alemanha, em Nurburgring

1958

Luigi Musso (Itália) - GP da França de 1958, em Reims

Peter Collins (Grã-Bretanha) - GP da Alemanha, em Nurburgring

Stuart Lewis-Evans (Grã-Bretanha) - GP do Marrocos, em Ain-Diab

1960

Alan Stacey (Grã-Bretanha) - GP da Bélgica, em Spa Francorchamps

Chris Bristow (Grã-Bretanha) - GP da Bélgica, em Spa Francorchamps

1961

Wolfgang Von Trips (Alemanha) - GP da Itália, em Monza

1964

Carel Godin de Beaufort (Holanda) - Treinos para o GP da Alemanha, em Nurburgring

1966

John Taylor (Grã-Bretanha) - GP da Alemanha, em Nurburgring

1967

Lorenzo Bandini (Itália) - GP de Mônaco, em Monte Carlos

1968

Jo Schlesser (França) - GP da França, em Rouen

1969

Gerhard Mitter (Alemanha) - Treinos para o GP da Alemanha, em Nurburgring

1970

Piers Courage (Grã-Bretanha) - GP da Holanda, em Zandvoort

Jochen Rindt (Áustria) - GP da Itália, em Monza

1973

Roger Williamson (Grã-Bretanha) - GP da Holanda, em Zandvoort

François Cevert (França) - Treinos para o GP dos EUA, em Watkins Glen

1974

Helmuth Koinigg (Áustria) - GP dos EUA, em Watkins Glen

Mark Donohue (EUA) - Treinos para o GP da Áustria, em A1-Ring

1977

Tom Pryce (Grã-Bretanha) - GP da África do Sul, em Kyalami

1978

Ronnie Peterson (Suécia) - GP da Itália, em Monza

1982

Gilles Villeneuve (Canadá) - Treinos para o GP da Bélgica, em Zolder

Ricardo Paletti (Itália) - GP do Canadá, em Montreal

1994

Roland Ratzenberger (Áustria) - Treinos para o de San Marino, em Ímola

Ayrton Senna (Brasil) - GP de San Marino, em Ímola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.